Programa de Reanimação Pediátrica da SBP capacita mais de 90 profissionais de saúde em três estados, em julho -


O Programa de Reanimação Pediátrica da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) promoveu a capacitação de 20 médicos no curso Basic Life Support (BLS) e Pediatric Advanced Life Support (PALS), em Manaus (AM). Os treinamentos foram realizados em três turmas diferentes durante todo o mês de julho, na sede da Sociedade Amazonense de Pediatria (Saped). Além de pediatras, participaram também enfermeiros. As aulas teóricas e práticas foram conduzidas pelo coordenador estadual do Programa, dr. Alexandre Lopes Miralha.

“É de extrema importância que os profissionais de saúde façam o curso do suporte básico de vida. Ele é fundamental, é o início de tudo. É necessário que os especialistas saibam identificar a vítima em parada; iniciar a compressão torácica, sendo esta uma compressão firme e forte e rápida, numa frequência de 100 a 120 por minuto; fazer uma boa abertura de via área e ventilação. Com isso, os pacientes podem ser salvos durante uma parada”, declarou dr. Alexandre.


O BLS possui carga horária de quatro horas e tem como foco o treinamento das manobras de ressuscitação cardiopulmonar em crianças, adolescentes e adultos, desobstrução de vias aéreas. Já o PALS tem carga horário de 18 horas e o objetivo instruir os especialistas em técnicas para reconhecimento precoce e atendimento de pacientes em iminente risco de morte ou parada cardiorrespiratória.
 
PERNAMBUCO – A Sociedade Pernambucana de Pediatria (Sopepe) também realizou três treinamentos do PALS em julho, na capital do Estado. A primeira capacitação ocorreu nos dias 13 e 14 e foi acompanhada por 22 especialistas, entre pediatras e enfermeiros, que trabalham na UTI Pediátrica e Emergência Pediátrica do Real Hospital Português de Beneficência.

O segundo treinamento foi promovido nos dias 19 e 20, na sede do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), e certificou 22 médicos, sendo eles cirurgiões pediátricos, clínicos, cardiologistas pediátricos e residentes de pediatria. Já a terceira certificação ocorreu novamente no Real Hospital Português de Beneficência, nos dias 27 e 28, e treinou mais oito enfermeiros e 13 médicos.

“Neste curso, os especialistas aprendem a dinâmica de conduzir o paciente numa situação de emergência da melhor forma e a otimizar a sequência do atendimento de pacientes com graus diferentes de gravidade a ter um atendimento uniforme com mais rapidez. Ocorre, assim, uma sistematização do atendimento. Os profissionais, após o curso, estão mais qualificados”, explica dra. Ana Aldin, coordenadora estadual do curso.

As aulas foram ministradas pelos drs. Ana Aldin, Valéria Silva, Jéssica Laureano, Regina Walmsley, Caroline Andrade, Helder Leite, Silvio Rodrigues e Ângela Santos.

RIO GRANDE DO NORTE – Ainda em julho, mais oito especialistas, entre pediatras e clínicos gerais, foram aprovados no PALS, em Natal, capital do Rio Grande do Norte. O curso foi realizado nos dias 12 e 13, na sede do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed/RN).

“É de grande importância a capacitação e atualização dos pediatras, para que possam atender de forma segura a criança que necessita de um suporte avançado de vida. Esse foi o terceiro curso que realizamos neste ano. Estamos muito felizes com os resultados e pelo interesse demonstrado por alguns alunos em se tornarem instrutores do PALS”, enfatiza dra. Kátia Correia Lima, coordenadora do curso no Estado.

A capitação foi realizada pelos drs. Kátia Correia Lima, Ana Luiza Braga de Macedo Lombardi e Frankyleude Santana Gomes.

  • visualizando

  • visualizando

  • visualizando

  • visualizando

  • visualizando

Leia mais: https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/programa-de-reanimacao-pediatrica-da-sbp-capacita-mais-de-90-profissionais-de-saude-em-tres-estados-em-julho/


Leia Também:

Anterior:

Próxima: