Governo Federal destinará R$ 38,4 milhões para revitalização e ampliação do Tabuleiros Litorâneos -


Últimas notícias

Parte dos investimentos já será disponibilizada neste ano. Projeto público de irrigação atende os municípios de Parnaíba e Bom Princípio, no Piauí

14 08 AcerolaBrasília-DF, 14/8/2019 – O Governo Federal vai apoiar a ampliação da área do polo de irrigação Tabuleiros Litorâneos, que abrange as cidades de Parnaíba e Bom Princípio, no Piauí. A previsão é que, até o ano que vem, estejam disponíveis R$ 38,4 milhões para o empreendimento. A medida foi anunciada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, que esteve na região nesta quarta-feira (14) acompanhando o presidente da República, Jair Bolsonaro.


Os recursos serão utilizados para a construção de uma nova subestação elétrica e para o reparo da rede de energia já existente. O objetivo é permitir a instalação de novas estações de bombeamento de água para os lotes da 1ª etapa e a 900 hectares de lotes empresariais da 2ª etapa do empreendimento. Serão disponibilizados R$ 18,4 milhões neste ano e mais R$ 20 milhões em 2020.

“Como todos os projetos públicos irrigados, o Tabuleiros Litorâneos pode trazer muita riqueza à região. Pegar uma terra árida, levar água, aproveitar o sol e conseguir produzir frutas, que têm um valor agregado diferenciado, pode gerar muita renda. É importantíssimo garantir melhorias para o projeto”, destacou o ministro Gustavo Canuto.

O Tabuleiros Litorâneos é um dos projetos públicos de irrigação apoiados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), no âmbito da Política Nacional de Irrigação. Atualmente, está na segunda etapa de implementação, o que deverá elevar a área irrigada dos atuais 2,4 mil hectares para mais de 8,4 mil hectares. Um total de 70 pequenos irrigantes e 12 empresas atuam no polo, que utiliza as águas do Rio Parnaíba para suas atividades. Quando as duas fases estiverem em plena operação, mais de 90 mil pessoas da região serão beneficiadas pelo empreendimento.

A principal cultura da região é a acerola, plantada em 350 hectares. A maior parte da produção é destinada à fabricação de vitamina C em pó, que é exportada para países como Alemanha, Estados Unidos e Japão. Outros destaques são as plantações de banana, coco, melancia e abacaxi.

No ano passado, os alimentos cultivados no Tabuleiros Litorâneos geraram uma receita de R$ 34,4 milhões e cerca de seis mil empregos. Após a conclusão da segunda etapa, a previsão é que o faturamento salte para R$ 160 milhões, com aproximadamente 39 mil empregos diretos e indiretos.

Política Nacional de Irrigação

Instituída pela Lei nº 12.787/2013, a Política Nacional de Irrigação tem como objetivo organizar o marco legal para a gestão de projetos de irrigação, sendo sua principal diretriz a indução à eficiência no uso de recursos hídricos para o setor. Além disso, reforça estratégias para o desenvolvimento da agricultura irrigada, visando ao aumento da produtividade, de forma sustentável, e a redução de riscos climáticos para a agropecuária e a importância das parcerias entre setores público e privado para ampliar a área irrigada no País.

Leia mais: http://www.cidades.gov.br/ultimas-noticias/12223-governo-federal-destinara-r-38-4-milhoes-para-revitalizacao-e-ampliacao-do-tabuleiros-litoraneos


Leia Também:

Anterior:

Próxima: