Rota do Cordeiro em Pernambuco terá abatedouro frigorífico com certificação federal -


Últimas notícias

Iniciativa faz parte das Rotas de Integração, programa do MDR com foco no desenvolvimento regional a partir da geração de emprego e renda

09 08 Rota do CordeiroBrasília-DF, 9/8/2019 – O Polo Itaparica da Rota do Cordeiro, no sertão de Pernambuco, contará com um abatedouro frigorífico com certificação federal. A medida visa ampliar a capacidade de produção local e, assim, impulsionar a geração de emprego e renda. A unidade será implementada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) a partir de investimentos de aproximadamente R$ 3 milhões dos ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


A implantação do abatedouro frigorífico, no município de Floresta (PE), é parte das ações para estruturação da cadeia produtiva no Polo Itaparica e estava previsto no Plano Nacional de Desenvolvimento do projeto Rota do Cordeiro. O plano traça uma perspectiva para desenvolver regiões, aproveitando as vocações produtivas e o potencial do setor em um conjunto integrado de iniciativas estruturantes entre instituições públicas e privadas. O MDR já disponibilizou cerca de R$ 69 milhões à ação, beneficiando mais de 40 mil produtores. São 16 polos em todo o País – dez deles no semiárido.

A cidade de Floresta possui, atualmente, o maior rebanho do estado de Pernambuco.  A estimativa é que a nova estrutura, que já deve começar a funcionar no próximo ano, beneficie mais de 20 mil ovinocaprinocultores nos oito municípios pernambucanos que integram o Polo Itaparica da Rota do Cordeiro: Floresta, Belém do São Francisco, Petrolândia, Itacuruba, Carnaubeira da Penha, Inajá, Tacaratu e Jatobá.

O abatedouro frigorífico do Polo Itaparica será o único no estado de Pernambuco com certificação estadual de abrangência federal, condizentes com os padrões do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA).

A Codevasf é a responsável pela execução das obras físicas, aquisição e instalação de equipamentos, além da capacitação dos produtores. A ação também conta com a parceria do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) para atividades de extensão rural; do Banco do Nordeste (BNB) com linhas de créditos, principalmente por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Prodetec); e do Sebrae na capacitação técnico gerencial.

Rota do Cordeiro

A ação faz parte das Rotas de Integração Nacional, que atuam com redes interligadas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) para promover inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados. Tudo a partir da coordenação de ações coletivas e iniciativas de agências de fomento. O Programa segue as diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) e integra as estratégias do MDR para, com inclusão produtiva, desenvolver regiões.

“Disponibilizamos conhecimento técnico sobre o processo de padronização animal, desde a criação ao abate, além de discutir melhorias nas condições sanitárias para o desenvolvimento do rebanho. Os produtores buscam, então, superar entraves para aumentar a eficiência e ganhar novos mercados consumidores”, ressalta o coordenador de Sistemas Produtivos e Inovativos do MDR, Vitarque Coelho.

A Rota do Cordeiro teve início em 2012, por meio de um acordo de cooperação com o então Ministério da Integração Nacional e a Embrapa Caprino e Ovinos. Nos últimos anos, o projeto ampliou os parceiros e passou a contar com o apoio do Mapa e de entidades como a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), a Frente Parlamentar de Apoio Ovinocaprinocultura – Frente Ovino, o BNB e o Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

De acordo com o censo agropecuário de 2017, são 13,7 milhões de ovinos e 8,2 milhões de em todo o País. O Nordeste possui o maior rebanho de caprinos do Brasil, com mais de 90% do efetivo nacional. A região também lidera a produção de ovinos, concentrando mais de 60% da produção nacional. Pernambuco é o terceiro maior produtor.

Confira mais fotos na galeria.

*Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Codevasf.

Leia mais: http://www.cidades.gov.br/ultimas-noticias/12214-rota-do-cordeiro-em-pernambuco-tera-abatedouro-frigorifico-com-certificacao-federal


Leia Também:

Anterior:

Próxima: