Uma alerta para o maior conhecimento das imunodeficiências primárias -


De origem genética, são um grupo amplo de mais de 300 doenças congênitas, bastante variáveis entre si, que de forma geral acometem o sistema imunológico, responsável pela defesa do nosso corpo a infecções. De acordo com o diretor de relacionamento da Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica (SBGM), Diogo Soares, individualmente elas são consideradas raras, mas como um grupo, são bem mais frequentes do que se imagina. Estima-se que no Brasil 170 mil pessoas tenham imunodeficiências primárias. A SBGM apoia a iniciativa e reforça a importância do diagnóstico precoce para um tratamento adequado e aconselhamento genético da família.


Leia Também:

Anterior:

Próxima: