Entenda os perigos que as enchentes provocam para saúde -


Além do transtorno e da dificuldade que uma enchente pode causar em uma
cidade, as águas poluídas são responsáveis pela transmissão de uma série de
doenças infectocontagiosas. Por isso, a preocupação não deve se limitar
apenas ao período imediato após a cheia. A médica infectologista e
associada da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), Anelise Pezzi
Alves, chama a atenção para o que pode ocorrer se as medidas certas não
forem tomadas.

– Uma das maiores preocupações é a hepatite A, mas há casos sérios de
leptospirose, gastroenterites virais, bacterianas e a salmonela. É preciso
estar extremamente atento aos sintomas e à exposição. Uma orientação é
estar sempre com pés e mãos protegidos quando tocar a água. Utilize luvas
ou até mesmo sacos plásticos. Alerte as crianças, pois muitas imaginam que
podem brincar nas águas poluídas – explica.

Após diminuir o fluxo, é fundamental fazer uma boa higienização e
dedetização do ambiente. A caixa d’água e os móveis da casa também merecem
uma atenção especial.


– A lama tem grande poder infectante aderindo às paredes e ao chão. O local
deve ser lavado com água sanitária. A higienização da caixa d’água é um
processo lento, mas necessário para que se limpe completamente a tubulação.
É recomendado que seja utilizado hipoclorito de sódio diluído na proporção
de 2,5%, para cada mil litros do reservatório – completou.

Após 30 minutos, é aconselhado abrir o registro até encher toda a tubulação
da edificação e aguardar até que o composto possa agir na desinfecção.
Então, por fim, libera-se todas as torneiras até se esgotar a água com o
produto químico.


Leia Também:

Anterior:

Próxima: