MWM VAI AMPLIAR PRODUÇÃO DE GERADORES DE ENERGIA DE OLHO NO MERCADO BRASILEIRO E INTERNACIONAL -


27. fev, 2019

MWM_Foto_Linha de Montagem Geradores MWM_4A MWM, fabricante independente de motores diesel anunciou o lançamento de sua linha própria de geradores de energia para aplicações em condomínios, agricultura, sucroalcooleiro, construção civil, entre outros. Eles serão produzidos na fábrica da empresa em Santo Amaro, bairro da zona sul de São Paulo. Os equipamentos devem gerar um investimento de cerca de R$ 20 milhões em toda cadeia de produção instalada no Brasil. Além disso, a previsão é de que alavanquem um faturamento de R$ 2,7 bilhões, em um prazo de 10 anos. Também é esperada a contratação de cerca de 1 mil colaboradores em toda a cadeia nas áreas de tecnologia, produção, fornecedores, rede de distribuição e serviços.

O  CEO da MWM Motores, José Eduardo Luzzi, disse que  “Toda a tecnologia e tradição da fabricação dos motores MWM agora também será utilizada na produção da linha de geradores de alta eficiência para o público final. É uma conquista muito importante tanto para a MWM quanto para o mercado, que espera ansioso por essa novidade”.Segundo o executivo, as empresas da cadeia produtiva já estão contratando profissionais para suprir essa nova oferta de equipamentos: “Como a marca MWM tem tradição de 65 anos e é muito respeitada no segmento de energia, já estamos recebendo uma série de pedidos desses equipamentos de diversos setores. Existe uma grande expectativa no mercado”.


A capacidade inicial de produção da nova linha, em regime de três turnos, será de 4.000 unidades por ano, ou seja, mais de 330 por mês. A MWM prevê a produção de 600 unidades em 2019. Para 2020, o planejamento conservador é fabricar 1.200 equipamentos para o mercado local e 200 para exportação, totalizando 120 unidades por mês. A nova linha de geradores será destinada ao mercado local e também para exportação. Os principais mercados externos são os países da América Latina, com destaque para Colômbia, Chile, Equador e Paraguai, além dos mais de 45 países que a companhia já exporta seus produtos.

Leia mais: https://petronoticias.com.br/archives/125737


Leia Também:

Anterior:

Próxima: