ESTADOS UNIDOS PODEM ESTAR NEGOCIANDO A CONSTRUÇÃO DE USINAS NUCLEARES NA ARÁBIA SAUDITA -


21. fev, 2019

ddddO  Presidente Donald Trump, incluindo o secretário do Departamento de Energia e o genro do Presidente, Jared Kushner, prosseguiram negociações com a Arábia Saudita para a venda de tecnologia nuclear. Michael Flynn, o primeiro conselheiro de Segurança Nacional de Trump, foi o principal impulsionador do projeto. O general da reserva tinha trabalhado sobre o tema para a empresa que defendia o plano de exportação de tecnologia nuclear para Riad, e continuou a promovê-lo em  suas novas funções. Os advogados da Casa Branca fizeram um alerta que esta negociação poderia violar leis para travar a proliferação nuclear e criaria conflitos de interesse.

Mesmo com Flynn demitido, o projeto manteve-se de pé, segundo um relatório da Comissão de Supervisão e Reforma do Congresso, publicado esta semana. Na próxima semana, Jared Kushner tem agendada uma viagem ao Oriente Médio e leva este tema na agenda. Uma das empresas que constrói centrais nucleares, a Westinghouse Electric, pode estar envolvida em um possível acordo. A Arábia Saudita está pondo em prática a construção de uma grande cidade com tecnologias de ultima geração, que vai precisar muito de energia. Essas novas centrais nucleares seriam instaladas para atender especialmente a este projeto saudita.


O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irã, Mohammad Javad Zarif, comentou as notícias sobre este relatório no Twitter: “A venda ilícita de tecnologia nuclear à Arábia Saudita expõem a hipocrisia dos EUA”. O objetivo declarado do plano é a construção de centrais nucleares na Arábia Saudita – que, apesar de ser um dos maiores exportadores de petróleo, quer investir em fontes de energia limpas. Mas persiste o receio de que a tecnologia exportada tenha uma utilização militar.

Leia mais: https://petronoticias.com.br/archives/125497


Leia Também:

Anterior:

Próxima: