MARINHA DO BRASIL ORGANIZA EVENTO INTERNACIONAL PARA TRATAR SOBRE SEGURANÇA NUCLEAR EM TODO PAÍS -


14. fev, 2019

ministroA Marinha do Brasil está promovendo o Workshop Internacional na Área de Salvaguardas, Segurança Nuclear, Proteção Física e Resposta à Emergência Nuclear ou Radiológica. A organização do  evento é da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico. O evento termina no final da tarde desta quinta-feira e está sendo realizado nas instalações da Escola de Guerra Naval, na Urca, na cidade do Rio de Janeiro. O Workshop conta com a participação de representantes de diversos órgãos e instituições brasileiras que atuam na área nuclear, bem como de integrantes do Governo dos Estados Unidos da América, em especial da National Nuclear Security Administration (NNSA).

Exatamente hoje, dia do encerramento, o jornal O Globo, através do texto do jornalista Ascânio Seleme, publicou um artigo, fazendo uma imagem hipotética de uma improvável explosão em uma das usinas nucleares de Angra. Pelo inusitado, o artigo mexeu com a comunidade nuclear brasileira que considerou alarmista o artigo, imaginando uma situação de risco. O Presidente da ABDAN – Associação Brasileira de Desenvolvimento das Atividades Nucleares, Celso Cunha(foto), que está participando do Workshop, deu sua opinião:


sdsaaa“ É justamente contrário ao que estamos tratando aqui. Profissionais de alta qualidade de todo mundo estão aqui cuidando exatamente de avançar cada vez mais nas informações sobre segurança nuclear. O texto do jornalista é muito alarmista.  Demonstra também um desconhecimento das atividades nucleares. O  Brasil possui tecnologias extremamente avançadas no setor nuclear, que foram desenvolvidas principalmente pela Marinha do Brasil.  É importante saber e divulgar que as nossas usinas são extremamente seguras. Também somos monitorados pelas normas e regras da Agência Internacional de Energia Atômica. Nossas instituições, nossos profissionais dominam todo o ciclo da geração de energia e estamos avançando para produção de fármacos também. Somos exemplos e referência para muitos países.  E isso é preciso ser conhecido e obviamente respeitado.”

Veja os temas que foram tratados nesse evento internacional:

  • O Regime de Não Proliferação Nuclear e os Acordos de Salvaguardas da AIEA
  • Introdução às Salvaguardas Nucleares Internacionais e a AIEA
  • Acordos de Salvaguardas Abrangentes
  • Protocolo para Pequenas Quantidades
  • Protocolo Adicional
  • O Papel do Estado na Implementação das Salvaguardas Internacionais
  • Sistema Nacional de Contabilidade e Controle de Material Nuclear
  • Autoridade Nacional Responsável pela Implementação de Salvaguardas
  • A Função da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) na Implementação do Regime de Salvaguardas
  • A Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares (ABACC) e o Sistema Regional de Salvaguardas
  • Gerenciamento Nuclear
  • Preparação de instalação nuclear sem reator-Documento de análise de segurança
  • Abordagem de segurança na elaboração do projeto
  • Avaliação e aprovação de segurança das instalações nucleares e documento de segurança das bases do projeto
  • Gerenciamento de emergências nucleares e radiológica. Planejamento, Desenvolvimento e avaliação da Proteção Física para Instalação Nuclear
  • Exercícios e Treinamento em relação à resposta a emergências
  • Conceitos básicos de radiação e proteção radiológica

Leia mais: https://petronoticias.com.br/archives/125139


Leia Também:

Anterior:

Próxima: