MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA PUBLICA AS BASES QUE FUNDAMENTARÃO O PNE 2050 -


01. fev, 2019

DDDO Ministério de Minas e Energia divulgou em sua página na internet uma série de estudos realizados para apoiar a elaboração do Plano Nacional de Energia 2050 (PNE 2050). As análises foram feitas ao longo de 2018 em conjunto com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e, segundo o MME, seguiram recomendações e diretrizes da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético (SPE) da pasta. O conjunto totaliza 23 documentos que abrangem os registros de quatro workshops e de notas técnicas e estudos da EPE desenvolvidos no ano passado. Os workshops e as reuniões complementares contaram com a participação de mais de 250 representantes de dezenas de órgãos do governo e entidades setoriais e de classe.

Nos encontros, foram discutidos pontos como planos, políticas, estratégias, prospectivas de mercado e de inovação tecnológica que apresentam interface com o setor energético. O MME disponibilizou o e-mail die@mme.gov.br para dúvidas e sugestões acerca dos trabalhos.


Veja abaixo a relação de estudos de apoio do PNE 2050 publicados no site do ministério:

 1º e 2º Workshop com governo – áreas de infraestrutura e economia 12/abr e 03/mai/18

 3º Workshop com grandes consumidores 12/jun/18

4º Workshop sobre cenários tecnológicos 19/set/18

Subsídios para Elaboração do Plano Nacional de Energia 2050 – (NT PR 02/18)

Análise Comparativa de Planos de Energéticos de Longo Prazo de Países da América Latina – (NT PR 03/18)

Potencial dos Recursos Energéticos no Horizonte 2050 – (NT PR 04/18)

 Premissas e Custos da Oferta de Energia Elétrica no Horizonte de 2050 – (NT PR 07/18)

 Cenários Econômicos para o PNE 2050

 Cenários de Demanda para o PNE 2050

Recursos Energéticos Distribuídos 2050 – (NT PR 08/18)

Premissas e Custos da Oferta de Combustíveis no Horizonte de 2050 – (NT PR 09/18)

Desafios da Transmissão no Longo Prazo

Panorama e Perspectivas sobre Integração Energética Regional

Mudanças Climáticas e Desdobramentos sobre os Estudos de Planejamento Energético: Considerações Iniciais

Considerações sobre Comportamento do Consumidor

Desafios do Pré-Sal

Disponibilidade Hídrica e Usos Múltiplos

Considerações sobre a Participação do Gás Natural na Matriz Energética no Longo Prazo

Considerações sobre a Expansão Hidroelétrica nos Estudos de Planejamento Energético de Longo Prazo

Eletromobilidade e Biocombustíveis

Mecanismos de Carbono

Papel da Biomassa na Expansão da Geração de Energia Elétrica

Considerações sobre a Participação da Sociedade no Planejamento de Longo Prazo

Leia mais: https://petronoticias.com.br/archives/124526


Leia Também:

Anterior:

Próxima: