CNEN CONCLUIU QUE MATERIAL RADIOATIVO ATINGIDO NO INCÊNDIO EM UNIDADE DA PETROBRÁS NÃO OFERECE PERIGO -


29. jan, 2019

wwwwOs bombeiros descartaram a possibilidade de contaminação radioativa depois do incêndio de grandes proporções que destruiu um depósito de boias para tubulações na cidade de Serra, perto da capital, Vitória. O incêndio ocorreu na inicio da noite do ultimo domingo (26), depois das chamas terem atingido primeiramente a região de mata no entorno das instalações da Petrobrás. A CNEN ficou preocupada por que na base, segundo a nota que enviou, no local onde ocorreu o incêndio, o Terminal Intermodal –TIMs, armazenava temporariamente tambores e contêineres contendo borras oleosas oriundas de descomissionamento proveniente de operação offshore da produção de petróleo. É um material radioativo de origem natural denominado de NORM (Naturally-Occurring Radioactive Materials), que possui concentração de radionuclídeos levemente superior aos limites de isenção e é objeto de controle regulatório da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) em concordâncias com as Normas reguladoras.

Uma equipe foi deslocada para o local com objetivo de  fazer a verificação das condições de integridade dos tambores e dos contêineres, bem como avaliar as providências 22a serem tomadas. O Corpo de Bombeiros local, no entanto, depois de algumas verificações, disse que o material consumidor pelo fogo era quase na totalidade feito de plástico. Para compartilhar esse conteúdo. No local havia também um galpão para estocagem de substâncias de baixo nível de radiação, contida na área de armazenamento, sem oferecer risco ara pessoas ou ao meio ambiente. Esse espaço está isolado, sem oferecer riscos, atendendo a todos os requisitos de segurança. Após o término de trabalho de rescaldo, esse material será recondicionado, de acordo com as normas dos reguladores e estocado em outro local. O porta-voz do Corpo de bombeiros confirmou ser um material radioativo, mas que oferecia perigo para a população local. O pessoal da CNEN disse que o material mediu 0,04 mSv ( uma unidade de medição da radiação), abaixo da tolerância pelas leis brasileiras.


Leia mais: https://petronoticias.com.br/archives/124330


Leia Também:

Anterior:

Próxima: