GREENPEACE PROVOCA PÂNICO E TERROR AO DISPARAR UMA GRANADA DE FUMAÇA SOBRE UMA USINA NUCLEAR NA FRANÇA -


28. jan, 2019

HAGHAGA irresponsabilidade do grupo ambientalista Greenpeace passou da linha na França. Um veículo aéreo não tripulado da organização ambiental Greenpeace lançou uma granada de fumaça sobre a central nuclear de Cape La Hague, em França, informou um porta-voz do grupo Orano, empresa que gere as instalações.“ O complexo de La Hague detectou uma invasão área por dois drones, um dos quais atirou uma granada de fumaça sobre o teto de um dos tanques da central nuclear”. A filial francesa da organização não governamental Greenpeace reivindicou a autoria do ataque, tendo publicado fotos da ação na rede social Twitter, onde afirma que o objetivo da mesma era “destacar a vulnerabilidade e a saturação do edifício“.

Para o Greenpeace, a central nuclear de Cape La Hague, no noroeste da França, não tem condições de segurança, sendo “ incapaz de proteger os depósitos, cheios de materiais nucleares, em caso de operações aéreas maliciosas”. Segundo disse a ONG em nota publicada no seu site, o ataque não colocou em causa a segurança das instalações. As autoridades francesas estudam criminalizar o ação do Greenpeace que pode ser entendido como ato de terrorismo. Num posto do Twitter o grupo disse que: “Um drone do Greenpeace colocou um sinalizador de fumo de emergência no telhado do tanque da instalação nuclear de Orano, em La Hague, para realçar a vulnerabilidade e a saturação deste edifício. A central contém o equivalente a 100 núcleos de reatores nucleares“.


Leia mais: https://petronoticias.com.br/archives/124166


Leia Também:

Anterior:

Próxima: