Detran RS divulga nota de esclarecimento sobre Operação Transitório


O Detran RS esclarece que a Operação Transitório, deflagrada na manhã desta terça-feira (15) pela Polícia Civil, foi desencadeada a partir de denúncia feita pela própria Autarquia, que descobriu movimentações irregulares em seu sistema e comunicou as autoridades policiais, colaborando com as investigações.

A fraude contra o Detran RS foi cometida por pessoas de fora do órgão que roubaram a senha de um servidor e a utilizavam fora do horário de expediente, sem que esse tivesse conhecimento. As operações no sistema de Gerenciamento de Informações do Detran (GID) foram apuradas a partir de uma auditoria interna, que identificou as operações irregulares e encaminhou o dossiê para a Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária (Deat/Deic).

Um dos investigados havia sido credenciado ao Detran RS, quando atuava em um Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA), mas já havia sido desligado por fazer inserção de dados falsos no sistema.


Foram identificadas quase mil operações fraudulentas, dentre mudanças de proprietários, alterações de endereços de entregas dos documentos veiculares, mudanças de numerações de chassis, reativações de carros baixados, alterações de números de motor e renavam, liberações para uso de diesel, liberações de restrições administrativas e transferências de automóveis de pessoas falecidas, abarcando, até o momento, cerca de 322 veículos.

Texto: Letícia Sielecki/Detran RS
Edição: André Malinoski/Secom

Leia mais: https://estado.rs.gov.br/nota-de-esclarecimento-sobre-a-fraude-contra-o-detran-rs


Leia Também:

Anterior:

Próxima: