Campanha Janeiro Branco do Hospital Mãe de Deus alerta para cuidados com a saúde mental -


Campanha Janeiro Branco do Hospital Mãe de Deus alerta para cuidados com a saúde mental

Ação chama atenção para a importância de emoções, pensamentos e relacionamentos na prevenção a doenças como depressão e ansiedade


O tempo é de recomeço. Hora de encarar 2019 com otimismo, esperança e sentimento de renovação. É isso o que pretende demonstrar a campanha Janeiro Branco, iniciativa apoiada pelo Hospital Mãe de Deus (HMD) que alerta para a importância de precaver patologias psíquicas como depressão e ansiedade, chamando a atenção para que problemas comportamentais e de relacionamento sejam percebidos e levados a sério. “O início de um ano envolve reflexão, novos planos e pensamentos positivos. Cuidar da mente é essencial para o bem-estar e o equilíbrio emocional. Por isso, o tema ‘saúde mental’ tem que ser colocado em evidência, pois pode ajudar a prevenir doenças cerebrais“, explica o psiquiatra Ricardo Nogueira, coordenador do Centro de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio do Hospital Mãe de Deus.

 

Para o psiquiatra, grande parte das incidências decorre de decepções afetivas e profissionais. Quando elas acontecem, é preciso estar atento às mudanças de hábitos que evidenciem o desenvolvimento das doenças, como o uso excessivo e rotineiro de drogas, lícitas ou ilícitas, e bebidas alcoólicas, além do semblante triste e do sentimento de pouca valia. “Prestar atenção nestes sintomas é primordial para conseguir diagnóstico cedo e medicação eficaz. O foco da ação é conscientizar que o problema pode ser mais do que um abatimento passageiro, fazer com que a população se importe com as demonstrações de desânimo e reconheça quando alguém precisa de ajuda”, destaca.

 

Porém, para encarar 2019 com otimismo e vivenciar o Janeiro Branco, é preciso vencer dezembro. Tanto no início do calendário, quanto no fim, as emoções ficam à flor da pele para a maioria das pessoas. E, até que os ponteiros do relógio cheguem próximos à virada de ano, o raciocínio geral é de avaliação. Neste ponto, é preciso ter cuidado. Ao contrário dos bons presságios do primeiro mês do ano, no último, os índices de mortes associadas a problemas afetivos aumentam e preocupam. 

Pensando nisso, o Centro de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio do HMD ampliou seus canais de atendimento.  O serviço dispõe de auxílio 24 horas por dia, de segunda a segunda, a quem não se sente mentalmente bem e disponibiliza, gratuitamente, contatos diretos pela fanpage Prevenção ao Suicídio, no Facebook (www.facebook.com/prevencaosuicidio), e pelo WhatsApp nos seguintes números: (51) 98250-5288 (51] 9853-0446 e (51) 98154-2250. “Quem estiver se sentindo isolado pode procurar pelo Centro, que está pronto para oferecer ajuda com uma equipe de profissionais qualificada e preparada para estas situações”, informa o psiquiatra. 

Leia mais: http://www.sissaude.com.br/sis/inicial.php?case=2&idnot=31691


Leia Também:

Anterior:

Próxima: