Curso promovido pela FAJE forma agentes de pastoral -



Há quase 30 anos, a FAJE (Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia) promove o Curso de Iniciação Teológico-pastoral – CITEP. A iniciativa integra o Núcleo de Extensão e Especialização (NEE) da instituição jesuíta e é coordenado por um grupo de voluntários.

Voltado para leigos engajados em pastorais, o CITEP tem a duração de três anos, com aulas duas vezes por semana, no turno da noite. O público-alvo são agentes de pastorais em âmbito comunitário ou paroquial que desejam aprofundar sua fé, capacitar-se para a evangelização e atuar na sociedade.  No curso, o aluno tem uma visão de conjunto da teologia e da pastoral, nas suas diversas áreas. Também é oferecida a introdução aos Exercícios Espirituais, com possibilidade de acompanhamento individualizado.

No dia 29 de novembro, mais uma turma concluiu os estudos (foto). Na ocasião, 26 alunos participaram da cerimônia de conclusão do curso, que foi presidida pelo reitor da FAJE, padre Geraldo Luiz De Mori. Além dos formandos, em 2018, 87 alunos frequentaram regularmente as aulas nos outros módulos.

Segundo Marília de Abreu Cotta Oliveira, coordenadora geral do CITEP e que atua como voluntária na equipe desde 2010, os participantes apresentam uma grande diversidade de idades, atividades pastorais e formação acadêmica. “Nos últimos três anos, registramos um crescimento notável de jovens frequentando o curso, o que nos alegra muito”, comenta a coordenadora. “Percebemos em nosso processo seletivo, que os candidatos buscam uma formação teológica consistente, porém, com uma abordagem acessível e motivadora. Representantes das pastorais da Catequese, Liturgia e Ministério da Palavra estão em maior número, mas temos representantes de outras pastorais e educandos leigos, que não têm uma atividade pastoral definida, e que buscam a preparação e o entendimento da teologia para, a partir daí, se inserirem na comunidade de fé”, explica.

“Buscava-se não só solidificar a formação teológico-pastoral, mas oferecer experiências que permitissem aos alunos perceber a Igreja, não como um lugar de desenvolver habilidades, mas como lugar de encontro com o Senhor e com o bem que Ele nos faz”

Tárcio Luiz Ferreira Santos, estudante jesuíta

É o caso da aluna Cássia Maria Rodrigues Pinheiro, da Paróquia Santa Inês, em Belo Horizonte (MG). “Eu queria ter qualificação para desempenhar as atividades nos grupos da paróquia, como catequese, liturgia e outros. Também buscava crescimento pessoal, conviver com outras pessoas e sair da minha zona de conforto. Enfim, queria encontrar novos modos de ajudar”, explica. Segundo Cássia, antes de frequentar o curso, ela era uma mera ouvinte. “Hoje participo de minha comunidade mais ativamente”, conta. A aluna explica também que considera o curso do CITEP “um presente”, que chegou em um momento delicado de sua vida. “Não sei se saberia conduzir alguns momentos difíceis que passei com tanta firmeza e sabedoria, se não estivesse participando das aulas”, conclui.

Na opinião do coordenador do Núcleo de Extensão da FAJE, Rodrigo Ladeira, o CITEP colabora na formação de agentes de pastoral em vista de uma Igreja em saída, mas especialmente cumpre o importante papel de promover descobertas existenciais que modificam a vida das pessoas que passam por ele.

Em 2018, o coordenador do curso foi o estudante jesuíta Tárcio Luiz Ferreira Santos. Ele explica que a iniciativa surgiu como uma resposta concreta dos jesuítas estudantes de Teologia à pouca formação existente no ambiente eclesial das paróquias onde atuavam. “Buscava-se não só solidificar a formação teológico-pastoral, mas oferecer experiências que permitissem aos alunos perceber a Igreja, não como um lugar de desenvolver habilidades, mas como lugar de encontro com o Senhor e com o bem que Ele nos faz. É só neste horizonte que podemos ser Igreja em saída”, explica Tárcio.

Para a coordenadora geral do curso, o diferencial do CITEP é percebido pela motivação e comprometimento dos alunos. “Posso afirmar, principalmente pelo retorno que tenho de nossos educandos, que é de grande importância este curso para nossa Igreja Particular e também para a formação individual de cada um. Eles buscam e encontram no curso, não somente a formação acadêmica que diz respeito à teologia, com o enfoque pastoral, mas também a formação e a experiência da espiritualidade. Essa união os prepara e os insere nas realidades diárias de família, comunidade e trabalho. Eles fazem e multiplicam uma experiência verdadeira de teologia viva”, afirma Marília.

O curso tem carga horária total de 384 horas/aula, distribuídas ao longo de três anos, com certificado de Curso Livre da FAJE. O investimento é de R$ 45,00 por mês. As pré-inscrições para a nova turma de 2019 estão abertas até o dia 31 de janeiro pelo site: www.faculdadejesuita.edu.br/citep

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (31) 3115-7070, nas 3ªe 5ªs feiras, das 20h às 21h45 (horário das aulas), ou (31) 3115-7013 (Secretaria do Núcleo de Extensão e Especialização – 8h30 às 17h).

 

 Fonte: FAJE (Belo Horizonte/MG)

Leia mais: http://www.jesuitasbrasil.com/newportal/2018/12/10/curso-promovido-pela-faje-forma-agentes-de-pastoral/


Leia Também:

Anterior:

Próxima: