Natal e Réveillon prometem movimentar economia no segmento de resorts -


Todos os anos os resorts se preparam para receber um grande número de pessoas nas celebrações de fim de ano. Estima-se que a taxa de ocupação chega a quase 100% no período. “Natal e Révellion representam um período em que o turismo cria muitas expectativas em um quadro econômico e, especificamente no segmento de resorts, esse raciocínio se aplica perfeitamente”, explica Alberto Cestrone, presidente da Resorts Brasil.

Em 2017, o faturamento do quadro de associados da Resorts Brasil chegou a R$ 1,9 bilhão. No Natal e no Réveillon, os resorts poderão movimentar cerca de R$ 420 milhões somente em diárias, número que preenche 18,2% do faturamento anual. Os ganhos podem ainda ser potencializados com outros serviços dos resorts, como o consumo de bares e restaurantes e pacotes extras. Nesse período de alta temporada, as diárias giram em torno de R$ 2 mil.

Aos poucos, o turismo vem ganhando notoriedade no Brasil. Segundo números do Ministério do Turismo, o segmento representa cerca de 7,9% do PIB nacional e deve ser responsável pela criação de 2 milhões de empregos nos próximos 4 anos. As estimativas são alavancadas, entre outros motivos, pelo interesse do estrangeiro no país, pois só o público externo injetou US$ 5,8 bilhões em 2017. Os números levam a crer que, mesmo com uma economia ainda em recuperação, o turismo – incluindo os resorts – deve ter um balanço anual com saldo muito positivo.



Leia Também:

Anterior:

Próxima: