Mostra que retrata a inclusão e diversidade fica até 28/11 em Pará de Minas -


Na véspera do encerramento (27/11) da exposição haverá apresentação do artista plástico, Geraldo Lacerdine, juntamente com o grupo musical Chegar Poético. Evento aberto ao público.

Telas: Igualdade, Proteção da Fauna e Mãe Negra (Crédito: Arte Lacerdine)

Se você reside ou vai passar pela região metropolitana de Belo Horizonte, não deixe de visitar a exposição SAGRADO PRIMITIVO: O intermédio de dois mundos, em Pará Minas (MG). A mostra do artista plástico Geraldo Lacerdine ficará até a próxima quarta-feira, 28, na Casa da Cultura da cidade, com entrada franca.


São 27 telas em acrílica sobre tela, com aplicação de folha de ouro que retratam, em sua maioria, figuras femininas e negras com as cores da diversidade, destacando os direitos humanos, a inclusão social e humanitária, assim como proteção a flora e a fauna. A exposição traz a arte contemporânea ligada à Arte Sacra Inclusiva, de forma mais engajada.

“Desde a abertura (6/11), a exposição tem atraído um público de diferentes faixas etárias que se emocionam com a beleza das pinturas e histórias a elas atribuídas. Recebemos inclusive mais de 300 alunos de escolas municipais e estaduais da cidade, que se encantaram profundamente com o conceito de sagrado, e isto está sendo muito gratificante para mim”, ressalta Lacerdine.

Mineiro de Pará de Minas, o artista saiu da cidade há duas décadas após viajar e expor seus trabalhos, inclusive na Europa. E, agora, tem suas obras expostas, pela primeira vez, neste importante prédio inaugurado em 1924 e tombado pelo Patrimônio Histórico. A Casa da Cultura abriga também o teatro municipal, a biblioteca pública e a Secretaria de Cultura do município.

A mostra tem o apoio da Prefeitura de Pará de Minas e da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Institucional e está aberta ao público de segunda à sexta-feira, das 7 às 17 horas. Após o dia 28, as obras seguem para o Rio de Janeiro. Lacerdine levará SAGRADO PRIMITIVO para o Museu Arquidiocesano de Arte Sacra (MAAS), no Centro da capital carioca. A abertura da exposição será em 7 de dezembro.

Sobre o autor – Geraldo Lacerdine Américo é artista plástico, reconhecido no ambiente cultural nacional e internacional, com produções e exposições de arte no Brasil, na Itália, na Polônia e nos Estados Unidos. Tem formação em Filosofia, com ênfase em arte; Teologia; além de um mestrado em Gestão Comunicacional. Também realizou outros estudos em iconografia russa, arte contemporânea, teatro e psicanálise. Nascido em 1977 em Pará de Minas (MG), deixou a cidade há 20 anos e viajou pelo mundo e, desde então, entende que a arte tem uma força transformadora. Seu trabalho sempre esteve relacionado a questões de caráter e relevância social, no embate contra a exclusão, o preconceito, a discriminação, a exploração cultural e intelectual. Mais informações no site: www.lacerdine.com/sagradoprimitivo, Facebook: @artelacerdine e Instagram: @lacerdine

Serviço
Evento de encerramento de SAGRADO PRIMITIVO: O intermédio de dois mundos
Data: 27 de novembro de 2018, às 19h30
Apresentação: Geraldo Lacerdine e o Grupo Chegar Poético
Local: Casa da Cultura (Rua Torquato de Almeida, 26, Centro – Pará de Minas/MG)
A Exposição fica até 28/11, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas
Entrada gratuita


Leia Também:

Anterior:

Próxima: