Lula é enquadrado por substituta de Sergio Moro e precisa engolir machismo tosco -


Lula é um típico brasileiro malandro e machista, que se acha acima das leis e de todos e nunca deixou de destilar seus preconceitos. Basta lembrar da “piada” sobre Pelotas e de como se referiu às mulheres feministas do seu próprio PT. Não obstante, Lula, um criminoso condenado e preso, virou símbolo “progressista”, na cabeça oca dessa gente boboca.

Nesta quarta, o ex-presidente foi depor diante da nova juíza da Lava-Jato, substituta de Sergio Moro. Havia apreensão de como seria sua reação. O que se viu foi um sujeito arrogante como sempre, tentando fazer um palco político da ocasião, também como sempre, e tentando bancar a vítima, como sempre. Mas, em determinado momento, foi enquadrado pela juíza de forma linda, como se pode ver:


Lula acha que ainda manda no Brasil, que está acima do bem e do mal, que pode tudo. Achou que poderia ele fazer o interrogatório. Deve estar com saudades de Moro, pois foi colocado em seu devido lugar, e por uma mulher. Esse fato pode não ter relevância para pessoais normais, mas para um machista tosco como Lula, isso deve ter incomodado bastante. Guilherme Fiuza colocou o dedo na ferida:

Que horas os revolucionários de auditório vão repudiar, com toda sua indignação progressista, a afronta e a tentativa de intimidação por parte de um criminoso condenado contra uma mulher representante da lei?

O machismo de Lula aparece no seu ódio qdo Gabriela lhe ordena silêncio. Queria acuá-la c/sua grossura e o contragolpe inesperado lhe enfurece (como nunca ficou diante de Moro). Lula engoliu o ímpeto de agressão ou estaria acabado. Esse é seu herói progressista? Cid Gomes explica.

O que se viu ali foi uma mulher independente, “empoderada”, representante da lei, colocando um criminoso arrogante e machista em seu devido lugar. Mas não esperem que as feministas vejam a coisa dessa forma. Como já cansei de dizer e repetir, feminismo, atualmente, nada tem a ver com mulher, e sim com esquerdismo.

Lula é um machista tosco, um bandido preso, um retrógrado que acha que mulheres devem ser submissas a ele. Mas ele é de esquerda. Ele é socialista. Ele foi o contraponto a Bolsonaro. E por isso precisa ser defendido pelas feministas, ou no mínimo ignorado por elas, para que não tenham que denunciar sua postura.

Fica cada vez mais difícil levar esses “progressistas” a sério…

Rodrigo Constantino

Leia mais: https://tracking.feedpress.it/link/13500/10779247


Leia Também:

Anterior:

Próxima: