Campo vs cidade: o contraste político e social entre as regiões -


As diferenças entre o eleitorado no campo e nos grandes centros urbanos e como isso impacta os votos da direita e da esquerda.As diferenças entre o eleitorado no campo e nos grandes centros urbanos e como isso impacta os votos da direita e da esquerda.

A maior parte do apoio ao Presidente Donald Trump e à saída do Reino Unido da União Européia, conhecida como Brexit, vem dos eleitores residentes em distritos fora dos grandes centros urbanos. Tanto na Inglaterra quanto nos Estados Unidos, países desenvolvidos, os centros urbanos têm a preferência por pautas e candidatos progressistas ou globalistas, enquanto as zonas rurais optam por candidatos conservadores.

E no Brasil?

No que concerne o resultado da ultima eleição, se observarmos somente o estado de São Paulo, pudemos comprovar uma repetição desse padrão. Os candidatos do PSL mais votados para mandatos na Câmara dos Deputados obtiveram mais votos fora da cidade de São Paulo, cerca de 70% em média.


Distribuição de votos para presidente em 2018 no estado de São Paulo. Em destaque o candidato vencedor em cada cidade.Distribuição de votos para presidente em 2018 no estado de São Paulo no 1º turno. A cor em destaque representa o candidato vencedor em cada cidade do estado. Haddad teve mais votos apenas em 18 dos 645 municípios.

E o Jair Bolsonaro? Bolsonaro obteve 12.378.012 votos em todo estado. A cidade de São Paulo depositou, no primeiro turno, 2.835.930 votos em Bolsonaro, ou 23% do total de votos do eleitorado paulista em todo estado.

Distribuição de votos para presidente em 2018 na cidade de São Paulo. Em destaque o candidato vencedor em cada uma das zonas eleitorais.Distribuição de votos para presidente em 2018 na cidade de São Paulo no 1º turno. Em destaque o candidato vencedor em cada uma das zonas eleitorais.

A cidade de São Paulo depositou em Haddad 32% dos votos obtidos por ele em todo estado. Ou seja, quase 80% dos votos para o Jair Bolsonaro em todo estado de São Paulo vieram de fora da cidade de São Paulo. É praticamente a mesma proporção obtida pelos candidatos a deputado federal.

Comparação entre representatividade de votos da capital de São Paulo em relação a todos os votos depositados em Bolsonaro e Haddad no estado de São Paulo no 1º e 2º turno.Comparação entre a representatividade dos votos obtidos por cada candidato na capital de São Paulo em relação ao total de votos obtidos por eles em todo o estado de São Paulo no 1º e 2º turno.

Esta análise exclui as outras unidades federativas, o que possivelmente pode alterar a proporção final em uma análise nacional. Por outro lado, como São Paulo representa o maior colégio eleitoral do Brasil e é um estado diversificado entre industria, agronegócio e serviços, achei pertinente isolar o estado para comprovar a tese.

Se leitor aceitar essa limitação, podemos afirmar que o mesmo padrão se repete em 3 continentes diferentes: Europa, América do Sul e América do Norte. Não é o “progressista vs. conservador” mais do que “urbano vs rural”.

O que pode explicar as origens desse padrão:

1- Há muitas alternativas aos valores tradicionais no centro urbano;
2- Há maior intensidade de politicas sociais e exposição da mídia nos centros urbanos;
3- A alta concentração demográfica no centro urbano cria padrão de comportamento coletivista;
4- O cidadão urbano não tem a percepção pessoal da segurança e direito a propriedade;
5- No centro urbano há menos interdependência entre vizinhos e maior dependência de serviços públicos coletivos anônimos

Essa analise é subjetiva. Contribua com sua observação e novos dados nos comentários.

Luiz Philippe Orleans e Bragança
Mais artigos: http://lpbraganca.com.br/campo-vs-cidade-o-contraste-politico-e-social-entre-as-regioes/


Leia Também:

Anterior:

Próxima: