Victor Vicenzza e Thomas Viciouss estreiam canal político no Youtube -


Imagem: Reprodução | Youtube

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já anunciou o nome de cinco futuros ministros para compor o próximo governo.

Paulo Guedes, Onyx Lorenzoni, Augusto Heleno, Marcos Pontes e Sergio Moro foram os protagonistas do famoso ‘carro chefe’ do Planalto.

Estreia do canal


Em vídeo, o empresário Victor Vicenzza, de 29 anos, e seu sócio, Thomas Viciouss, consideraram a lista dos ministros confirmados.

No último dia 20, os jovens ampliaram sua participação nas redes sociais com a estreia de mais uma plataforma: um canal no YouTube, no qual abordarão pautas de política e sociedade.

Em diversos formatos, Victor e Thomas realizarão entrevistas e análises diárias com uma pegada de humor e entretenimento.

Entenda o sucesso

No início de Agosto, período de abertura do páreo eleitoral 2018, o dono da grife Victor Vicenzza, seguiu Jair Bolsonaro e curtiu algumas publicações do político no Instagram.

Após isso, inúmeros seguidores adeptos a pautas LGBT, questionaram o empresário e criticaram sua escolha.

Com a tamanha repercussão do caso, o cantor Pabllo Vittar, artista que, até então era patrocinado pela marca, decidiu romper com à grife.

A campanha de boicote contra a marca de sapatos Victor Vicenzza – não funcionou.

Pelo contrário, a marca apresentou grande crescimento nas redes sociais.

“Queremos agradecer todo o apoio que recebemos nos últimos dias. Já ganhamos mais de 30 mil seguidores, dentre eles o próprio Jair Bolsonaro. Já somos 85 mil. Vocês são demais”, disse à nota da empresa.

A partir de agora, os assinantes do canal também terão acesso a diversos materiais inéditos.

Conheça o canal e assista à análise

Post anterior

Segurança de Jair Bolsonaro será baseada na de presidentes dos EUA

Próximo post

O princípio para a efetivação da República Brasileira

Mais aqui: https://conexaopolitica.com.br/ultimas/victor-vicenzza-e-thomas-viciouss-estreiam-canal-politico-no-youtube/


Leia Também:

Anterior:

Próxima: