PSOL entra com representação na PGR contra filho de Bolsonaro -


BRASÍLIA  –  O Psol protocolou nesta segunda-feira (22) representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-RJ) por causa de um vídeo em que ele sugere fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) se algum ministro tentasse impugnar a candidatura do pai dele, Jair Bolsonaro (PSL), favorito na eleição presidencial.

O partido pede que o Ministério Público Federal (MPF) instaure inquérito para apurar eventuais ilícitos e crimes praticados pelo deputado do PSL e sustenta que a declaração configura, “em tese, crime de ameaça e atentado contra a divisão de poderes”. A PGR não tem prazo para decidir o que fazer com a representação.

O filho de Bolsonaro afirmou, numa palestra antes do primeiro turno, mas que só se tornou conhecida este fim de semana, que “se o STF arguir qualquer coisa, sei lá, que ele recebeu uma doação ilegal de 100 reais do José da Silva, e impugnar a candidatura dele… eu não acho isso improvável, mas aí vai ter que pagar para ver. Será que eles vão ter essa força mesmo?”.


Depois, o parlamentar disse que “para fechar o STF você não manda nem um jipe, manda um soldado e um cabo”. “Se você prender um ministro do STF, você acha que vai ter uma manifestação popular?”, questionou. O filho de Bolsonaro reconheceu as declarações, mas disse que não são “nenhum motivo para alarde” e foram feitas antes do primeiro turno.

Em nota, o Psol disse que, se as declarações “fossem meras bravatas de um deputado federal já seriam sérias e preocupantes”, mas que, no contexto da eleição presidencial e reiteradas por membros da chapa e por coordenadores de campanha, “ganham o contorno preocupante e supostamente criminoso de atentado ou ameaça ao estado de direito e à democracia”.

O Psol concorreu com Guilherme Boulos no primeiro turno e agora apoia a candidatura de Fernando Haddad (PT).

Leia mais: https://www.valor.com.br/politica/5941115/psol-entra-com-representacao-na-pgr-contra-filho-de-bolsonaro


Leia Também:

Anterior:

Próxima: