Bolsonaro defende que PSL fique fora da presidência da Câmara -


RIO  –  Com a segunda maior bancada da Câmara, o PSL não deve assumir a Presidência da Casa, é o que defende o presidenciável Jair Bolsonaro. Em entrevista à Rádio Folha de Pernambuco, o candidato do PSL disse que a legenda deve buscar a formação de uma base e, para isso, a Câmara deve ser presidida por alguém de outro partido.

Diante disso, ele negou a possibilidade de o deputado federal eleito Luciano Bivar (PE), que é presidente licenciado do PSL, comandar a Casa. O nome de Bivar, que cedeu a presidência do partido a aliados de Bolsonaro, circulava como possível candidato à presidência da Câmara.

“Com todo o carinho que eu tenho para o Luciano Bivar, acredito que ele terá um lugar na mesa conosco, mas a presidência da Câmara, no meu entender, teria que ser de outro partido para exatamente a gente ir formando uma base lá dentro”, disse Bolsonaro.


O candidasto negou ter conversado com o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para firmar um acordo de apoio a ele para um novo mandato no cargo em 2019. “Nunca conversei com Rodrigo Maia, nunca conversei como ele assunto nenhum”, afirmou.

Bolsonaro disse ainda que um presidente eleito “não pode interferir nas eleições da Câmara ou do Senado”.

Leia mais: https://www.valor.com.br/politica/5936463/bolsonaro-defende-que-psl-fique-fora-da-presidencia-da-camara


Leia Também:

Anterior:

Próxima: