Bolsonaro grava vídeo com dois LGBTQs de olho em apoio parlamentar -


RIO  –  Com a promessa de que, uma vez eleito, não negociará cargos do Executivo em troca de votos no Congresso, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) afirmou saber das dificuldades que terá para obter apoio para aprovar projetos no Legislativo. “Sabemos as dificuldades que, uma vez chegando [à Presidência], teremos de ter o apoio do Parlamento brasileiro. Mas venho dizendo, há dois anos para meus colegas lá dentro, que, se é para vir candidato e fazer a mesma coisa, tô fora”, disse Bolsonaro, durante transmissão de um vídeo pelo Facebook no qual apareceu ao lado do cantor sertanejo Eduardo Costa e de dois representantes da comunidade LGBTQ: o uruguaio Agustin Fernandez, conhecido como o “maquiador de um milhão de reais” e a youtuber mineira Karol Eller, que mora nos Estados Unidos.

Dividido em duas partes, totalizando 25 minutos, o vídeo buscaria mostrar o apoio que Bolsonaro tem na comunidade LGBTQ e transmitir a ideia de que não seria homofóbico.

Agustin Fernandez, que diz ter faturado “R$ 980 mil e alguns centavos” em 2016, e por isso passou a ser conhecido como o “maquiador de R$ 1 milhão”, afirmou ser contra o “kit gay”, a suposta distribuição de material didático para crianças sobre diversidade sexual, feita pelo governo do PT segundo Bolsonaro, e cuja menção em propaganda eleitoral foi vetada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na madrugada desta terça (16) – a Justiça deu 48 horas para que o Twitter, Facebook, Google e a família Bolsonaro apagassem links com o conteúdo.


“Precisa ser respeitado o tempo de cada pessoa. Parabéns para você que diz ‘Nasci sendo gay’, e para você que se descobriu aos 8 anos, mas entenda que tem gente que se descobre com 30, 40 anos. Ninguém tem o direito de interferir nesse tempo que vai depender das experiências, das emoções”, disse o uruguaio.

Agustin também criticou as manifestações de orgulho gay. “As pessoas querem chegar num lugar e ser endeusadas por sua sexualidade”, disse, voltando-se em seguida para o cantor sertanejo. “Imagina você chegando num lugar [e dizendo]: Sou Eduardo Costa, heterossexual! Nossa!”.

Paizão 

O músico disse que se aproximou das ideias de Bolsonaro há alguns anos, assistindo a um vídeo do senador Magno Malta (PR-ES), e que os brasileiros o apoiam porque estão “carentes de líderes, de um líder mais fervoroso” e “estavam desacreditadas da política”.

“Precisamos de referências. Lá em casa, por exemplo, fui criado num sistema muito duro. Com minha mãe, tem que dar benção, não podia fazer certas coisas, responder mal à mãe. Eu tinha a saudade de ver um político com uma postura de paizão. Acho que o Bolsonaro virou uma espécie de paizão, que a galera estava precisando”, disse o cantor.

Ministério 

Bolsonaro disse que, “graças a Deus”, na reta final da campanha presidencial tem recebido apoios individuais de parlamentares do bloco de legendas chamado Centrão, marcado por práticas fisiológicas que o deputado diz combater. “Não digo o Centrão, mas os deputados do Centrão, em grande parte, se aproximaram de nós. Recebi muitos aqui em casa, das bancadas as mais variadas possíveis, dentro dessa filosofia, desse conceito de colaborar com o Brasil”, afirmou.

O presidenciável, que em meados do ano prometera apresentar, no início da campanha, em agosto, a relação completa de cerca de 15 ministros de seu possível governo, afirmou que só fará o anúncio depois do segundo turno, caso vença no dia 28.

O candidato do PSL dizia que mostraria seu gabinete de ministros previamente para evitar o toma-lá-dá-cá tradicional em troca de apoio no Congresso, depois que um presidente é eleito. Até o momento, Bolsonaro só indicou três nomes: o economista Paulo Guedes, para o Ministério da Fazenda; o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), para a Casa Civil; e o general da reserva Augusto Heleno, para a Defesa.

“Já anunciei até agora apenas três ministros. Seria até prepotência querer anunciar mais, porque ainda está faltando um pouquinho para a gente decidir quem vai ser [o presidente]”, afirmou. 

Leia mais: https://www.valor.com.br/politica/5929723/bolsonaro-grava-video-com-dois-lgbtqs-de-olho-em-apoio-parlamentar


Leia Também:

Anterior:

Próxima: