Bolsonaro não vai declarar apoio a Doria, diz presidente do PSL -


RIO  –  O presidente do PSL, Gustavo Bebbiano, descartou nesta sexta-feira a possibilidade do presidenciável Jair Bolsonaro declarar apoio ao candidato ao governo de São Paulo, João Doria (PSDB). Bebbiano e Doria estão reunidos nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, na produtora onde estão sendo realizadas as gravações do programa eleitoral do candidato.

Havia expectativa de que Doria e Bolsonaro se encontrassem no Rio hoje, possibilidade que foi descartada por Bebbiano. “Não tem nenhum encontro marcado entre os dois. Existe uma conversa institucional no sentido de o PSL agradecer ao apoio que gentilmente está sendo oferecido pelo candidato João Doria em São Paulo à candidatura de Jair Bolsonaro”, afirmou a jornalistas.

Segundo o presidente do PSL, não há resistência de Bolsonaro em apoiar Doria e sim uma decisão do partido. “Há uma decisão estratégica de não se envolver em questões estaduais. Tirando os três candidatos do PSL que estão no segundo turno, a posição do Jair é não apoiar ninguém em nenhum Estado brasileiro”, disse.


Bebbiano lembrou que o PSL deu liberdade para cada filiado apoiar o candidato que preferir. “Por exemplo, o Major Olímpio apoia o (candidato ao governo de São Paulo) Márcio França, a (deputada eleita) Joice Hasselmann apoia o Doria e cada um apoia quem entender que é melhor para seu Estado”, continuou.

O presidente do PSL disse que o partido agradece a manifestação em relação à candidatura de Bolsonaro, e elogiou o fato de que o candidato do PSDB ter uma posição mais à direita do que à esquerda, e que o partido o admira por ter “posições firmes”.

Leia mais: https://www.valor.com.br/politica/5919019/bolsonaro-nao-vai-declarar-apoio-doria-diz-presidente-do-psl


Leia Também:

Anterior:

Próxima: