Moda e identidade afro são destaques na programação do Memorial do RS -


Pausa para a moda. Essa é a proposta do desfile promovido pelo curso de Design de Moda da Faculdade Senac Porto Alegre, na terça-feira (9), às 17h, no primeiro andar do Memorial do RS. Serão exibidas 36 peças inspiradas na identidade e história africana. Na mesma data, no segundo andar, o público pode conferir a exposição Fashion Days: Essências Africanas, com fotos, croquis, figurinos e audiovisual do curso Design Moda da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), sobre o mesmo tema, que segue em cartaz até 11 de novembro. A programação traz ainda o painel Moda e Identidade Afro, na quarta-feira (10), às 17h, no auditório do primeiro andar. As atividades têm entrada franca.

O desfile dos alunos Faculdade Senac, coordenado pela professora Débora Idalgo Marques, correlaciona moda e África. Segundo a professora, esse evento iniciou bem antes, quando propuseram aos alunos criações inspiradas na 11ª Bienal do Mercosul (entre abril e junho deste ano), que abordou o Triângulo Atlântico – no qual convergem os destinos da América, África e Europa há mais de 500 anos. “Não foi difícil encontrar pontos de contato e de tensão entre a travessia de outrora e as trocas atuais”, ressalta Débora.

A apresentação de moda conta com dois momentos, embasados em dois tecidos representativos: o algodão cru e a capulana. O primeiro é base para confecção de qualquer produto nos cursos de moda. O segundo é a denominação dos tecidos originários da África, destacados pela combinação de cores e as estampas, próprias de cada país. O evento exibe peças com tecidos oriundos de Moçambique, Benin e Nigéria, “adquiridos de africanos e africanas que, ao atravessarem o oceano, trouxeram para o Brasil um pouco mais das nossas origens”, revela a professora.


A exposição Fashion Days: Essências Africanas, sob coordenação da professora Letícia Schiehll (Ulbra), apostou na interdisciplinaridade envolvendo as disciplinas de Produção de Moda e Imagem, Croqui de Moda e Projetos e Fotografia. As peças retratam diversidades e essências africanas, cujas imagens contextualizam essa atmosfera em cores, texturas, contrastes, artes e personalidades. Conforme Letícia, os croquis trazem detalhes e caimentos das roupas, “meticulosamente pensados com inspiração em tribos e etnias”, além de retratar trajes típicos de origem africana com uma releitura em nosso atual contexto. “Desta forma, tentamos resgatar um pouco dessas essências, sob o viés do design de moda”, conclui Letícia. 

O painel da quarta-feira (10) aborda a moda como um aspecto material fundamental em qualquer cultura, a forma de criar e usar as roupas, tanto no cotidiano como nas ocasiões festivas e religiosas. O debate contará com as participações de Clarissa Lima, jornalista e pós-graduanda em Moda, Mídia e Mercado; Cláudia Campos, microempreendedora, designer de moda, historiadora  especialista em História Africana e Afro-brasileira, além de Débora Idalgo Marques, mestre em Design pela UFRGS e professora de moda na Faculdade de Moda SenacRS. 

MODA E IDENTIDADE AFRO 

Pausa para a moda, desfile organizado por alunos de Design de Moda da Faculdade Senac Porto Alegre.
Quando: terça-feira (9),  às 17h, no primeiro andar.

Fashion Days: Essências Africanas, exposição do curso de Design Moda da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra).
Quando: de terça (9) até quinta -feira (11),  segundo andar (Sala do Tesouro).
Abertura: terça-feira (9), às 16h.

Painel sobre Moda e Identidade Afro
Quando: quarta (10), às 17h, no auditório do primeiro andar, com Clarissa Lima (jornalista), Cláudia Campos (historiadora e designer) e Débora Idalgo Marques (professora e designer). 

Onde: Memorial do Rio Grande do Sul, Rua Sete de Setembro, 1020, Praça da Alfândega / Centro Histórico de Porto Alegre.

Entrada franca.

Texto: Ascom Memorial RS
Edição: André Malinoski

Leia mais: https://estado.rs.gov.br/moda-e-identidade-afro-sao-destaques-na-programacao-do-memorial-do-rs


Leia Também:

Anterior:

Próxima: