Brado recebe o lançamento da terceira edição da Expedição Suinocultura -


Roteiro que inicia no Mato Grosso apresentará evolução da produção e perspectivas sobre a ótica de produtores, frigoríficos e cooperativas de seis estados

A Brado sediou na quarta-feira o lançamento da terceira edição da Expedição Suinocultura. O terminal da Companhia em Rondonópolis (MT), no Centro-Oeste do País, será o ponto de partida do projeto organizado pelo Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo. O evento apresentará o roteiro e a temática da série de reportagens, que discutirá as novas condições para ampliar as exportações e incentivar o consumo de carne suína no mercado interno.
Especialista na movimentação de contêineres e na inteligência logística, a unidade de Rondonópolis é uma das principais referências das operações multimodais do Estado. De lá, a Brado organiza saídas alternadas de trens para Sumaré (SP) e Santos (SP). O transporte para o Porto de Santos é feito por uma locomotiva com 100 contêineres carregados para abastecer o mercado de exportação, volume que representa 70% das operações do terminal.
“Rondonópolis ocupa posição estratégica para o abastecimento do mercado interno e externo”, diz Marcelo Saraiva, diretor Comercial e de Operações da Brado. “Cada produto que passa pelo local é acondicionado em contêineres customizados de acordo com as necessidades do cliente.”
A Brado oferece as soluções procuradas pelos produtores da suinocultura realizando o transporte de contêineres reefer (congelados) pelo modal ferroviário, para o mercado interno e externo.
“A carne suína é um dos alimentos mais consumidos pelos brasileiros nas festividades de fim de ano” afirma Carlos Pelc, gerente executivo de cargas reefer. “Temos uma frota preparada para atender as demandas desta época, garantindo a segurança e qualidade do produto da origem até o seu destino.”

Conforme o levantamento técnico da última edição do Expedição Suinocultura, o Brasil é o quarto maior produtor e exportador de carne suína no mundo. Assim como em 2017, o roteiro vai percorrer os Estados do Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que concentram mais de 90% do mercado de produção e exportação da proteína animal.



Leia Também:

Anterior:

Próxima: