Após sete anos em alta, valor da produção agrícola recua em 2017


Café

Leia também:

O valor de produção das lavouras brasileiras atingiu R$ 319,6 bilhões em 2017. O número representa uma queda de 0,6% sobre o resultado de 2017, além de ser o primeiro resultado negativo registrado após sete anos. Os dados são da Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), divulgada hoje (13), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o IBGE, o recuo no faturamento foi puxado pela queda nos valores de produção do milho (-12,7%), feijão (-28,8%), batata inglesa (-50,9%) e trigo (-41,9%).


Por outro lado, a soja segue como principal cultura agrícola do País. No ano passado, o valor de produção da oleaginosa representou 35,1% do total. De uma forma geral, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas cresceu 28,2% em 2017, na comparação com 2016, com um total de 238,3 milhões t. A soja representou 48,1% do total produzido nesse grupo, seguido do milho (41,0%).

Mesmo com menor receita, a área plantada foi maior no último ano e cresceu 2,1%, alcançando 79,0 milhões ha. O aumento da área e os ganhos de produtividade proporcionaram recorde de produção de várias culturas, com destaque para a soja e o milho, que cresceram 18,9% e 52,3%, respectivamente, em 2017.

O estado com maior faturamento no campo foi Sorriso (MT), com R$ 3,3 bilhões, uma alta de 2,4% em comparação a 2016. O município teve 1,0% de participação no total do valor de produção do país.

Leia mais: https://www.infomoney.com.br//mercados/agro/noticia/7615713/apos-sete-anos-alta-valor-producao-agricola-recua-2017


Leia Também:

Anterior:

Próxima: