Temer anuncia redução no preço do diesel, mas greve dos caminhoneiros continua -


Leia também:

Os bloqueios em rodovias de 14 estados acontecem mesmo após o presidente Michel Temer anunciar que irá atender as exigências feitas pelos trabalhadores, a principal delas, a redução no preço do diesel, de R$ 0,46 o litro pelos próximos 60 dias.


Além da redução no preço do combustível, o governo também anunciou a isenção de pagamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios, a realização de 30% dos fretes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) por caminhoneiros autônomos e uma tabela mínima para o preço dos fretes.

LEIA TAMBÉM: CNA pede solução imediata para greve dos caminhoneiros 

Os termos foram acordados com representantes da categoria ontem (27), e foram publicados em edição extra do Diário Oficial da União.

Apesar do bloqueio em algumas rodovias estaduais e federais, o escoamento de mercadorias começa a ser feito paulatinamente. No entanto, a falta de alimentos, e principalmente combustível ainda afeta a população em diversos estados.

Leia mais: https://www.infomoney.com.br//mercados/agro/noticia/7441435/temer-anuncia-reducao-preco-diesel-mas-greve-dos-caminhoneiros-continua


Leia Também:

Anterior:

Próxima: