Mágica e poesia escrita à mão inspiram Sarau Literário

O mundo cada vez mais tecnológico das crianças deu lugar a cartas escritas à mão em forma de poesia. A 1ª edição do Sarau Literário 2015, com alunos do 3° ano do Colégio Província de São Pedro, emocionou pais e familiares na manhã desta quinta-feira (14/05). A atividade foi realizada na biblioteca da escola, e o enredo contado pelos alunos em declamações de poesia com vestimentas e adereços que transformaram o ambiente.

– É mais uma maneira de as crianças conhecerem obras literárias. Além da interpretação, eles tiveram a oportunidade de criar poesias. Esse tipo de iniciativa trabalha muitos com diversos aspectos da educação na criança e é importante que façamos atividades em cima disso. Oferecemos uma iniciação com autores importantes e diferentes para eles – afirmou a professora e coordenadora do projeto, Fidélia Manfrin.

A interpretação foi inspirada em duas obras. Uma delas, “A Caligrafia de Dona Sofia”, de André Neves, conta a história de uma senhora que vive de leitura e de cuidar de seu jardim, mas que manda dezenas de cartas com versos para toda cidade. Professora aposentada e admiradora da poesia, Sofia decorou todas as paredes de sua casa com poemas para que eles não ficassem escondidos nos livros e para que pudessem ser lidos a qualquer momento. Quando não havia mais espaço nas paredes, resolveu fazer cartões poéticos que seu amigo, o carteiro Ananias, passou a distribuir entre os moradores da cidade.

A outra obra foi “Kimbalo”, de Elo Fernandes e Heloisa Carla Coin Bacichette. O livro traz poemas com mistura de palavras, sonhos, idéias, cores e tudo o que existe e pode virar poesia em um passe de mágica.

O projeto também contou com uma apresentação de músicas em inglês, espanhol e alemão, feitas pelos alunos.




Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade